Macaco encontrado morto em Ferraz não tinha febre amarela

Macaco encontrado morto em  Ferraz não tinha febre amarela

A Divisão de Controle de Zoonoses de Ferraz de Vasconcelos recebeu nesta quinta-feira (25 de janeiro) o resultado dos exames realizados em um macaco encontrado morto no mês passado na cidade. O laudo deu negativo para febre amarela no animal.

O macaco apareceu já morto dentro do Cemitério das Palmeiras, no Parque dos Sonhos, no dia 27 de dezembro do ano passado. A Zoonoses recebeu a ligação da administração do local informando sobre o ocorrido, e já deu orientações aos funcionários para o isolamento correto da área.

Em um primeiro momento, depois de avisados, três Agentes de Vetores da Zoonoses foram até o Cemitério para averiguar a procedência do caso. Comprovada a situação, a veterinária Silva Pereira realizou a necropsia no local, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.

Pedaços do órgão do animal foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz para que os exames para febre amarela fossem realizados. Nesta quinta, o órgão recebeu a resposta negativa para a doença.

A veterinária Silva Pereira ressalta que os macacos não devem ser maltratados, visto que não são os agentes transmissores da doença. “Temos que ficar alertas ao mosquito, que é quem nos trasmite a febre amarela. O macaco é vítima tanto quanto nós somos”, afirmou.

O secretário de Saúde de Ferraz, Marco Aurélio Feitosa, destaca o trabalho que tem sido realizado na cidade no que se refere a vacinação. “Claro que é um alívio para nós o resultado ter sido negativo, além de não ter casos suspeitos da febre em humanos em Ferraz. O trabalho de vacinação continua de forma efetiva. Já foram aproximadamente 80 mil doses aplicadas e a nossa equipe seguirá nessa linha de serviço”, finalizou Feitosa.

TEXTO: Leticia Riente

FOTOS: Secom Ferraz