Cultura ferrazense realiza abertura do Mês da Consciência Negra

Cultura ferrazense realiza abertura do Mês da Consciência Negra

A Secretaria de Cultura de Ferraz de Vasconcelos promoveu na manhã de hoje, 6 de novembro, a abertura de uma série de atividades alusivas ao Dia da Consciência Negra, datado oficialmente em 20 de novembro, feriado na cidade. O início dos trabalhos ocorreu no anfiteatro do Palácio da Uva Itália, na Vila Romanópolis, e contou com a presença de autoridades do município. Os movimentos ocorrem até 25 de novembro.

Na oportunidade, os presentes puderam apreciar uma apresentação musical de um sexteto de vozes, além de aprender com a palestra da representante do Conselho da Igualdade Racial da OAB – SP, Carmém Dora. Também hoje, a Prefeitura abriu as portas com a exposição da artista Sueli Carneiro, que tem como tema “Feminismo Negro no Brasil”.

O secretário de Cultura, Élio Tonalezi, destacou a importância da união de vários setores para a realização dos trabalhos. “Além de agradecer o apoio do prefeito José Carlos Fernandes Chacon, o Zé Biruta, que em suas gestões anteriores também promovia a Semana da Consciência Negra, quero agradecer o apoio das secretarias municipais envolvidas, e principalmente, às entidades, sindicatos, conselhos e grupos que foram nossos parceiros e nos ajudaram a fechar essa grande programação”, disse Tonalezi.

Presente na ocasião, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ferraz, Bruna Chacon, filha do prefeito Zé Biruta, ressaltou a importância de se combater o racismo. “Como já dizia um grande militante da causa negra, ninguém nasce odiando ninguém. Se nós colocarmos uma criança branca e uma negra juntas, elas irão brincar. Se nós podemos aprender a odiar, nós também podemos aprender a amar. O racismo é um problema cultural, e apesar da questão já ter sido muito trabalhada no Brasil, precisamos fazer muito mais para mudar esta realidade”, afirmou Bruna.

No evento, também estavam presentes os secretários municipais Rodrigo de Freitas Siqueira (Assistência Social), Antônio Carlos Alves Correa (Transporte e Mobilidade Urbana), Silvana Francinete da Silva (Fazenda) e Antônio Carlos dos Santos Ferreira (Obras, Planejamento Urbano, Saneamento, Verde, Meio Ambiente e Habitação), bem como os vereadores Cláudio Ramos Morreira e Renato Ramos de Souza. Vale destacar a presença de representantes dos conselhos municipais dos Direitos da Mulher, da Segurança, Educação e Habitação, sindicatos e associações da capital e da região que lutam contra o racismo e pela implementação de políticas públicas para os negros.

Programação

Confira abaixo a programação completa das atividades em alusão ao Dia da Consciência Negra, que ocorreram até 25 de novembro.

l Local: Centro de Arte e Cultura (CAC) – Av. Brasil, 966 – Centro.

Dia 07 – 14 horas – Palestra com o reverendo Sérgio Mello – Responsável pela Aafesp.

Dia 08 – 14 horas – Palestra sobre Empreendedorismo Afrobrasileiro com Aguinaldo Faria – Responsável pelo Negro Sim + workshop de danças africanas, percussão, capoeira e dança de rua.

Dia 09 – 16 horas – oficina com mestre Yuna

18 horas – Honório Costa – oficina de dança afro

Dia 10 – 10 horas – Honório Costa – oficina de dança afro II

13h30 – Dança professor Evandro Hegel

14 horas – Dança professora Daniela Tavares

15h30 – Clovis Caetano – História da Percusão

16h45 – Alexandre Mestrendo – Capoeira.

l Local: Casa de Cultura Raízes – Rua Xingu, 110 – Vila Santo Antônio.

Dia 09 – 19 horas – Abertura solene e mesa de homenageados / homenagem ao escritor Sacolinha e professora Heloisa Santana.

Dia 10 – 15 horas – Fórum do Núcleo de Mulheres Maria Tereza com o tema “Mulher Negra Ferrazense: Empreendedorismo e Econômia”, com Sueli Carneiro e Sarah Tchoya.

19 horas – Literaízes (mesa literária e poesia)

Dia 11 – das 14 às 18 horas – Mesa especial com Heloisa Santana, Fabiana Menassi e Claudinei Roberto.

Dia 14 – 19 horas – Mesa literária com Alessandro Buzo, Alba Atroz e Escobar Franelas.

Dias 17 e 18 – das 10 às 18 horas – Feira Afro Coletivo Meninas Mahin.

Dia 17 – das 13 às 17 horas – Batizado de capoeira com a Cia de Dança Oju Orun + apresentação cultural: dança do ventre com Thamires Amirah.

Dia 18 – das 14 às 18 horas – Literaízes (mesa literária Leia Mulheres), com

escola de samba 1º da Cidade Líder.

Dia 20 – das 13 às 17 horas – Programação infanto- juvenil, com oficinas e contação de histórisa com Leila Benedetti.

19 horas – Escola de samba Unidos de Guaianazes – Leila Benedetti e Neuza Almeida.

Dia 23 – 19 horas – Literaízes (mesa de HQ com João Pinheiro, Thina Curtis, Onézio Cruz e Walter Limonada).

Dia 24 – 19 horas – Homenagem medalha Nelson Mandela, com Ogban e Tia Alice e Grupo Família.

Dia 25 – das 14 às 18 horas – Literaízes (mesa literária afro com o escritor Sacolinha, Esmeralda Ribeiro, Cosme Nascimento e Márcio Barbosa).

l Local: Centro de Integração a Cidadania (CIC) – Av. Américo Trufeli, 60 – Parque Dourado.

Dia 12 – Palestra e abertura de exposição.

Dia 14 – Palestra com o professor e doutor, Alberto Pereira dos Santos + feijoada comunitária.

TEXTO: Leticia Riente
FOTOS: Aurélio Alves – MTB: 85280/SP / DeCom Ferraz