Prefeitura de Ferraz alerta para Dia Mundial contra o Trabalho Infantil

Prefeitura de Ferraz alerta para Dia Mundial contra o Trabalho Infantil

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, acompanha, atualmente, 31 casos de trabalho infantil na cidade. O balanço foi divulgado pela pasta hoje, 12 de junho, Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, como forma de conscientizar sobre a necessidade do combate à prática.

No município, este tipo de atendimento é feito pelo Centro de Referência especializado da Assistência Social (Creas), equipamento de atenção da proteção social especial que tem como objetivo principal contribuir para a prevenção de agravamentos e potencialização de recursos para o enfrentamento de situações que envolvam risco pessoal e social, violência, fragilização e rompimento de vínculos familiares, comunitários ou sociais. Nesse sentido, algumas situações podem ser elencadas como a violência física, psicológica e negligência, abandono, violência sexual, situação de rua, trabalho infantil, cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, afastamento do convívio familiar, dentre outras.

O trabalho Social do Creas articula a inserção no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, o PETI, das crianças e adolescentes identificados em situação de trabalho. Vale destacar que a identificação da situação de trabalho infantil é seguida da inclusão da família no acompanhamento pelo Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos, o PAEFI, dentre outras ações necessárias.

Ainda segundo a pasta, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que no mundo haja mais de 152 milhões de crianças e adolescentes trabalhando. Dez milhões delas são submetidas ao trabalho escravo. No Brasil, há aproximadamente 2,7 milhões de meninas e meninos perdendo sua infância nesse exato momento.

De acordo com o titular da Assistência ferrazense, Rodrigo de Freitas Siqueira, o trabalho infantil ocasiona inúmeros malefícios para a vida e no crescimento da criança ou adolescente. “. Os trabalhos que crianças e adolescentes realizam os colocam em situação de vulnerabilidade e podem ocasionar desde acidentes até abusos sexuais e morte. A prática também impede que estes jovens frequentem a escola e estudem normalmente, e também de desenvolver de maneira total todas as suas capacidades e habilidades. Combater o trabalho infantil é responsabilidade de toda sociedade”, afirmou Siqueira.

Para denunciar possíveis casos de trabalho infantil, disque 100 ou entre em contato com o Creas de Ferraz pelo 4678-8958 ou com o Conselho Tutelar da cidade pelo plantão do 96182-9156.

 

TEXTO: Leticia Riente – MTB: 87999

FOTOS: Aurélio Alves – MTB: 85280 / DeCom Ferraz / Reprodução.