Ferraz participa de apresentação de projeto do Ferroanel Norte

Ferraz participa de apresentação de projeto do Ferroanel Norte

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos participou na manhã desta quarta-feira (23), em Mogi das Cruzes, da apresentação do projeto de construção do Ferroanel Norte, que ligará o Alto Tietê as principais malhas ferroviárias do Estado de São Paulo. Marcaram presença no evento os secretários municipais Pedro Elias Bou Assi (Indústria, Comércio, Ciência, Tecnologia e Agricultura) e Antonio Carlos Alves Correia (Transportes e Mobilidade Urbana).

De acordo com o projeto o empreendimento terá investimento de RS 3,4 bilhões do governo federal e parceria técnica do governo do Estado de São Paulo e consiste em um ramal ferroviário de 53 quilômetros de extensão que interligará as estações de trem de Perus, na capital paulista, e de Manoel Feio, em Itaquaquecetuba, em uma área contígua ao traçado do Rodoanel Governador Mário Covas (SP-21).

Sua implantação possibilitará que os trens de carga que hoje compartilham os mesmos trilhos com os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) sejam desviados, eliminando o conflito entre cargas e passageiros nos trilhos que cortam o interior da metrópole.

O novo ramal permitirá a movimentação de cargas do Interior do Estado para o Porto de Santos, bem como a passagem de comboios entre o Interior e o Vale do Paraíba. A transposição da Região Metropolitana de São Paulo em uma via dedicada terá a função de transferir cargas, hoje rodoviárias, para o modo ferroviário. As projeções indicam a retirada em médio prazo de 2,8 mil caminhões/dia das estradas com boa possibilidade desse número superar 7,3 mil caminhões/dia ao longo do tempo.

Pedro Elias Bou Assi afirmou que a iniciativa é salutar e vai contribuir de forma considerável no desenvolvimento econômico da região do Alto Tietê. “Entendo que os resultados positivos virão em longo prazo, mas vejo também, que estamos no momento certo de dar o pontapé inicial no avanço do desenvolvimento da economia local. Não tenho dúvidas de que abertas estas discussões e debates, já servirão para despertar o interesse de grandes empresas em se instalarem em nossa região”, avalia o secretário.

O estudo foi preparado pelo Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), empresa vinculada ao Governo do Estado de São Paulo, com recursos repassados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL), companhia estatal federal.

O projeto de engenharia atualmente em curso deverá ser concluído até o fim de setembro. Embora a concepção não do empreendimento ainda transite pelas pranchetas, trabalha-se hoje com uma estimativa de valor da ordem de R$ 3,4 bilhões para o empreendimento.

O processo de licenciamento ambiental deverá ser concluído em dezembro de 2017, período para o qual se espera a aprovação da Licença Ambiental Prévia do empreendimento pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente e sua respectiva emissão pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

TEXTO: Miguel Leite
FOTOS: Miguel Leite / Secom Ferraz