Olimpíada Estudantil mobiliza público de 18 mil em Ferraz

Olimpíada Estudantil mobiliza  público de 18 mil em Ferraz

A edição da 14ª Olimpíada Estudantil deste ano de Ferraz de Vasconcelos, que teve seu encerramento no sábado (dia 28 de outubro), mobilizou um público de ao menos 18 mil pessoas nos onze dias de competição. O recorde de torcedores aconteceu no dia 27, no ginásio Marcílio Guerra, quando três mil expectadores lotaram as arquibancadas do local.

Foram onze dias de disputas, com a participação de 33 escolas da cidade, mais de três mil alunos e 1,5 mil medalhas entregues. Os jogos ocorreram em vários equipamentos públicos do município e foram divididos em categorias.

No quadro geral, a Categoria “A” teve como campeão o Instituto Educacional Andrade (IEA), em segundo lugar, a Escola Estadual Professora Eliane Dantas da Silva, e em terceiro o Instituto Educacional Luterano (IEL).

A Categoria “B” (15 a 18 anos), por sua vez, teve em primeiro lugar o Núcleo Educacional Ferrazense (NEF), em segundo, a Escola Estadual Tácito Zancheta, e em terceiro, a Escola Estadual Parque Dourado II.

Já na Categoria “C” (6 a 10 anos), em primeiro lugar, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Doutor Joracy Cruz, em segundo, a Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Maurice Bou Assi, e em terceiro, a Emef Antonio Bernardino Corrêa (ABC).

O prefeito José Carlos Fernandes Chacon, o Zé Biruta, ressalta o trabalho realizado pelo governo nesses jogos e explica qual a importância da integração das secretarias municipais para o sucesso do evento. “Criamos as Olimpíadas Estudantis na minha outra gestão, o que acabou se tornando uma marca desse governo. Gostaria de parabenizar a integração das secretarias municipais, principalmente de Esporte e Educação, e destacar que isso mostra que quando um governo conversa, o trabalho aparece”, disse o chefe do Executivo.

De acordo com o secretário de Juventude, Esporte e Lazer de Ferraz, Francisco Pereira de Brito, a avaliação desses jogos foi positiva e o objetivo para o próximo ano é trazer as poucas escolas da cidade que não participaram, para jogar a edição 2018.

“Atingimos nosso alvo, que era integrar escolas estaduais, municipais e particulares, fazendo com que os alunos se conhecessem, além de incentivar a prática esportiva. Estamos realizando reuniões técnicas para saber o que precisamos mudar ou acrescentar para o ano que vem, e com certeza uma de nossas metas será fazer com que todas as escolas da cidade participem”, afirmou Brito.

Quadro de pontos

Categoria A – Andrade (156 pontos), Eliane Dantas (95 pontos) e Luterano (94 pontos).

Categoria B – NEF (131 pontos), Tácito (120 pontos) e Dourado II (118 pontos).

Categoria C – Joracy (100 pontos), Maurice (95 pontos) e ABC (76 pontos).

TEXTO: Miguel Leite e Leticia Riente

FOTOS: Aurélio Alves / Secom Ferraz